Sistema de Alarme de Incêndio

Sistema de Alarme de Incêndio - Convencional

SISTEMA DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL

O Sistema de Alarme de Incêndio Convencional tem como base uma Central de Controle de Alarmes por Zonas, no qual associa um número determinado de detectores e acionadores.

Cada uma das Zonas dispõe de somente um led para sinalizar os estados de FOGO e FALHA.

Não fornece nenhuma informação dos dispositivos conectados as zonas, somente a zona que pertencem, zona em falha, zona em repouso ou zona em estado de alarme.

Os detectores não proporcionam leituras de estado, são meros interruptores, indicando se há ou não há fogo.

Em caso de alarme sabemos somente a zona em que foi produzido o incêndio.

Neste tipo de alarme, não é possível conhecer o estado dos detectores, níveis de sujeira, bem como ajustar sua sensibilidade.

 

 

 

 

 

 

 

Sistema de Alarme de Incêndio - Analógico

 

 

 

SISTEMA ANALÓGICO

A Evolução do Sistema de Alarme de Incêndio continua com a Tecnologia de Detecção Analógica.

Os Sistemas Analógicos dispõe igualmente aos Sistemas Endereçáveis da identificação pontual do alarme e adicionalmente indicam a evolução analógica das condições ambientais da zona protegida.

Nos Sistemas Analógicos os equipamentos se conectam em um mesmo cabeamento, identificando-se individualmente cada equipamento.

Um Sistema de Alarme de Incêndio Analógico melhora:

  • Fator tempo  (Resposta mais rápida)
  • Um maior controle sobre os equipamentos.
  • Equações de controle mais potentes.

Os Detectores Analógicos, se comportam como Sensores de Temperatura e Fumaça.

Detectores Analógicos possuem ajuste automático do acumulo da sujeira, realizam a manutenção do sensor resistindo a falsos alarmes quando estão sujos.

 

Sistema de Alarme de Incêndio -  - Algorítmico

 

SISTEMA ALGORÍTMICO

O Sistema de Alarme de Incêndio de Algorítmicos se baseia no estudo do comportamento dos detectores de Incêndio em situações de fogo real.

O processo se inicia com as análises das respostas de cada tipo de tecnologia, (óptico, Térmico, Químico) diante do desenvolvimento de um incêndio em distintos lugares.

Por exemplo a resposta de um detector óptico de fumaça diante de distintos tipos de fogo (madeira, plástico, etc....) em um local como Escritório.

Destas análises se estabelece o padrão de comportamento de um detector em uma determinada aplicação

Se a leitura de um sensor procede de um golpe de fumaça, como a produzida por uma baforada de um cigarro, também não se interpretará como incêndio.

Se um sensor é afetado pela sujeira ao longo do tempo, o gráfico se adapta ao novo nivel de leitura.  Quando o ajuste já não é possível, a central declara o sensor como “FALHA”.

Os detectores Algorítmicos multicritério (multisensores) não funcionam sob o parâmetro de marcar um nível de alarme e de pré-alarme, tal como funcionam os detectores analógicos.

Nesses casos, o detector compara suas leituras com o padrão configurado, comprovando se encontra dentro dos parâmetros pré-fixados ou não.

O Sistema de Alarme de Incêndio de Algorítmicos proporcionam:

  • Menor Índice de Falsos Alarmes
  • Detecção mais rápida

 

Sistema de Alarme de Incêndio - Endereçável

 

SISTEMA ENDEREÇÁVEL

A necessidade de dar ao usuário uma informação mais precisa sobre o início e a localização do Incêndio, foi preciso desenvolver a evolução do Sistema de Alarme de Incêndio Convencional.

Nos sistemas Endereçáveis também se agrupam os detectores por zonas, embora diferentemente dos convencionais, com esta tecnologia é possível identificar exatamente cada um dos dispositivos, indicando onde foi produzido um Alarme de Incêndio.

Um Sistema de Alarme de Incêndio de Detecção Endereçável permite criar mais zonas dentro de um mesmo loop pelo motivo de possuir maior capacidade de processamento.

Esse sistema simplifica muito a instalação dos equipamentos e a localização das falhas, através da informação que pode ser apresentada pelo display LCD ou por um monitor.

Os Detectores Endereçáveis não proporcionam mais informações que o sinal de alarme de um Detector Convencional. É similar à um interruptor (Sim/Não), ou seja, somente uma lógica digital.

Os Detectores de um Sistema Convencional e Convencional/Endereçável são fornecidos ajustados pelos seus fabricantes, não permitindo fazer nenhuma modificação na sua sensibilidade a partir da Central.

Com os Sistemas Convencionais e Endereçáveis existem limitações no momento de diferenciar um alarme e um alarme não desejado, já que o detector só reage quando ele presencia fumaça ou temperatura em um determinado momento.

Conheça nossas soluções em equipamentos contra incêndio!

Fale Conosco